Vamos relembrar nossa luta de 2015! Tenha acesso ao balanço de atividades da greve dos TAE’s

balanço capaO SINTUFEPE/UFRPE junto com a sua equipe de Comunicação elaborou um balanço do nosso último movimento paredista, realizado no ano de 2015. Com o objetivo de manter sempre acesas as lembranças de nossa luta por melhores condições de trabalho e por uma Educação Pública de Qualidade e, com base no que vivemos nesse período traçarmos as metas para os próximos embates, estamos disponibilizando esse documento não apenas para a nossa categoria, mas também para toda a comunidade acadêmica e para quem tiver interesse em conhecer um pouco mais como nossa luta aconteceu na prática.

Trazemos neste documento um breve resumo de como se iniciou a greve de 2015 dos técnico-administrativos em todo o Brasil e, principalmente, na Universidade Federal Rural de Pernambuco. Assim como os seus resultados. Através dele listamos as principais atividades realizadas na sede da universidade e nas demais unidades acadêmicas, incluindo os links das matérias jornalísticas e matérias publicadas na mídia local.

“A greve dos técnico-administrativos em educação das IFEs foi deliberada ainda no XXII CONFASUBRA, realizado no período de 04 a 08 de maio de 2015, na cidade de Poços de Caldas/MG. O congresso contou com 1.282 delegados de 47 entidades sindicais de todo o país, além de duas entidades credenciadas apenas como observadoras. Ao todo, cerca de 1.400 pessoas participaram do evento. As assembleias para discussão sobre o início da greve nas bases foram realizadas entre os dias 13 e 21 de maio. Na nossa universidade, o SINTUFEPE/UFRPE realizou sua AG no dia 21 de maio, na Pró-reitoria de Atividades de Extensão (PRAE) e contou com 152 participantes que aprovaram por unanimidade – com apenas uma abstenção – o início da greve para o dia 28 de maio, data deliberada pelo CONFASUBRA. Antes da assembleia decisiva, a direção colegiada do sindicato fez um trabalho de mobilização e conscientização com a categoria, visitando os departamentos e as demais unidades acadêmicas e campi avançados. A greve dos técnico-administrativos da UFRPE contou oficialmente com o apoio do Conselho Universitário (CONSU/UFRPE). Após muita luta, encontros e desencontros com o governo para negociar a nossa pauta e mais de 100 dias de greve, o movimento conseguiu barrar a intransigência do governo, que teve sua proposta inicial de reajuste de 21,3% parcelado em 4 anos desmontada pela força dos TAE’s. A greve na UFRPE acabou com os técnico-administrativos aceitando por ampla maioria a proposta de reajuste do governo de 10,8% dividido em dois anos, sendo 5,5% em agosto de 2016 e 5% + 3,9% no step em janeiro de 2017. O fim do movimento paredista de 2015 foi deliberado em assembleia realizada no dia 08 de outubro e o retorno às atividades no dia 13.  Após fazer um breve resumo dos caminhos traçados para se chegar a mais uma greve da categoria e seus resultados, iremos listar as principais atividades do movimento paredista do ano de 2015, principal objetivo deste documento.”

Para ter acesso a todo o Balanço da Greve  de 2015 dos Técnico-Administrativos da UFRPE, é só baixar o arquivo aqui >> Dossiê Greve 2015 UFRPE – Balanço das atividades <<


Voltar