CLG/UAST realiza ato a favor dos direitos da população e dos trabalhadores

serra spf

Os técnico-administrativos da Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST) se somaram aos servidores públicos de outras instituições federais para um ato a favor dos direitos da população e contra os ataques à classe trabalhadora.

Os manifestantes se concentraram durante toda a manhã desta terça-feira (18) na Praça Sérgio Magalhães, no centro da cidade. A atividade, convocada pelo CLG/UAST, fez parte do “Agosto Vermelho” e contou com a participação de trabalhadores do Instituto Federal de Serra Talhada, INSS e estudantes. O ato teve grande visibilidade na mídia local.

Veja abaixo manifesto do Comando Local de Greve da UAST:

ATO EM DEFESA DA POPULAÇÃO E DOS TRABALHADORES DO BRASIL

Passamos, no Brasil, por um momento econômico em que o governo nos impõe medidas de ajuste fiscal com a finalidade de manter o SUPERAVIT PRIMÁRIO (economia para pagar juros da dívida pública). Estes ajustes fiscais incidem na população na forma de cortes dos gastos públicos com educação (R$ 9,42 bilhões) e saúde (R$ 11,77 bilhões), por exemplo. Porém, o mesmo governo que decide cortar gastos em áreas prioritárias, como educação e saúde, aumenta as verbas destinadas aos parlamentares e aos partidos políticos.

Ainda existem outros ataques previstos aos direitos trabalhistas e da população, como por exemplo, o PROJETO AGENDA BRASIL, proposto pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, e que conta com amplo apoio do Governo Federal. Entre as medidas propostas estão a regulamentação da terceirização, a revisão dos marcos jurídicos que regulam proteções ambientais, terras indígenas e atividades de mineração, prevê ainda uma reforma da lei de licitações, uma maior desvinculação orçamentária que não obrigue o governo a investir tanto nas áreas sociais e a revisão da idade mínima da aposentadoria. Além disso, o projeto Agenda Brasil ataca diretamente o caráter público e gratuito do SUS prevendo a instituição de cobrança dos procedimentos de saúde pública, de acordo com a renda dos usuários do sistema. O Agenda Brasil quer ainda avaliar a proibição de liminares judiciais que determinam o tratamento com procedimentos experimentais onerosos ou não homologados pelo SUS, ou seja, privatizar os procedimentos de alta complexidade.

Como resposta às medidas de austeridade, propostas pelos projetos de ajuste fiscal, convocamos a população e todos os trabalhadores, inclusive os Servidores Públicos Federais (SPF’s), a participarem de mais uma atividade do chamado “Agosto Vermelho”, que serão realizadas em diversas cidades de todos os estados do Brasil. Devemos salientar que estes atos não se tratam, de maneira nenhuma, de uma atividade contra a democracia e contra o governo, trata-se de um ato a favor dos direitos da população e contra os ataques aos direitos de todo o trabalhador brasileiro.

Portanto, convidamos a população de Serra Talhada a participar da mobilização que acontecerá no próximo dia 18 de agosto (terça-feira), a partir das 08 horas da manhã, na Praça Sergio Magalhães, no centro da cidade.

Participem! Por que a classe trabalhadora e a população têm que sofrer com os cortes de gastos da nação?


Voltar