Vamos falar sobre Assédio Moral na Administração Pública?

CARTAZ-assedio-moral“Assédio moral ou violência moral no trabalho é a exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras durante a jornada de trabalho e no exercício das funções, causando danos a sua saúde física e mental, além de provocar a degradação do ambiente de trabalho”. Este é apenas um conceito de assédio moral que trazemos para mostrar a gravidade de um problema tão comum dentro do serviço público e incentivar o debate como forma de combater tantas atitudes arbitrárias e negativas.

Ameaças, ridicularização, delegações de tarefas impossíveis e desvio de função, proibição de pausa para ir ao banheiro ou tomar um café e punição sem justificativas são apenas algumas das diversas formas de assédio moral que se manifestam na administração pública. Ressaltamos aqui também o assédio moral como forma de violência contra a mulher, configurado através dos comportamentos machistas e preconceituosos.

Não podemos fechar os olhos para um problema tão grave, que permeia tanto a iniciativa pública como a privada. Diante disso, nós, do SINTUFEPE/UFRPE, convidamos toda a comunidade acadêmica para debater sobre o assédio moral na administração pública e fortalecer a luta contra qualquer forma de opressão. Iremos realizar palestras/oficinas em toda a universidade com a colaboração do Instituto Latinoamericano de Estudos Socioeconômicos (ILAESE) e com a Assessoria Jurídica do sindicato. Venha participar dessa discussão e contribuir para a construção de um ambiente de trabalho digno.

Palestra-oficina no DMV

Nosso primeiro encontro já está marcado: dia 28 de agosto, das 9 às 12h, no auditório do Departamento de Medicina Veterinária (DMV), com direito à certificação. Fernando Antonio Soares dos Santos, sociólogo, membro da coordenação nacional do ILAESE e ativista de movimentos sociais, será o facilitador da palestra-oficina, que também contará com a participação da Assessoria Jurídica do SINTUFEPE/UFRPE.

Inscreva-se na secretaria do SINTUFEPE/UFRPE e participe.

Obs.: Ao se inscrever, o SINTUFEPE/UFRPE enviará pedido de liberação à chefia imediata do(a) participante inscrito.


Voltar