Técnico-administrativos e terceirizados da UFRPE participam do Dia de Luta contra o PL 4330 e as MPs 664 e 665

11118486_943017845764791_4751678159777492856_oO objetivo da atividade que aconteceu a nível nacional e foi deliberada pelo Fórum dos Servidores Públicos contou com paralisações e protestos

A última quinta-feira (23) foi mais um dia de luta contra os ataques aos direitos dos trabalhadores brasileiros. E para fortalecer esse movimento, os técnico-administrativos da UFRPE realizaram uma paralisação com o objetivo de protestar contra o PL4330 e as MPs 664 e 665. A decisão foi aprovada por unanimidade em Assembleia Geral realizada na manhã da sexta-feira (17).

Na Sede, em Recife, a categoria se concentrou em frente ao SINTUFEPE/UFRPE, na Praça Francisco Magalhães, para realização de um ato conjunto com a ADUFERPE, onde foi servido um café da manhã para técnico-administrativos e docentes. Durante a ocasião, o Programa Mais Coração, do Departamento de Qualidade de Vida da UFRPE (DQV), levou informação sobre prevenção e combate à Hipertensão arterial, além de aferição da pressão arterial para os presentes.

Na Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST), os técnico-administrativos realizaram um ato que contou também com um café da manhã, em frente ao Bloco 01. À tarde houve uma reunião com a categoria e representantes do SINTUFEPE/UFRPE participaram de uma entrevista na Rádio Líder FM.

Em entrevista concedida ao FAROL de Notícias, Simone Regina, coordenadora de políticas para mulheres do SINTUFEPE/UFRPE, informou que a discussão do PL recai sobre a luta dos técnico-administrativos da universidade que buscam melhores condições de trabalho e reconhecimento da carreira. Ainda de acordo com Simone, “as MPs representam o desmonte de direitos conquistados da classe trabalhadora, ferindo princípios constitucionais já garantidos”.

Já na Unidade Acadêmica de Garanhuns (UAG), o SINTUFEPE/UFRPE fez uma panfletagem para técnicos e terceirizados, além de uma explanação jurídica sobre o PL4330. A mobilização aconteceu no Hall Central do prédio administrativo.

Durante a ocasião foi apresentado um resgate histórico sobre a terceirização no Brasil, assim como as vantagens e desvantagens do PL 4330. “Não somos contra a terceirização, mas devemos avaliar como ela vem sendo aplicada no país. Devemos nos manifestar contra esse projeto, pois ele afeta toda a classe trabalhadora”, afirmou Amil Edardna, coordenador de Assuntos Jurídicos do sindicato.

Saiba mais – Nos últimos dias foram realizadas várias mobilizações e paralisações, como o 15 de abril. O dia 23 de abril não foi diferente e foi escolhido pelos servidores públicos federais para lutar contra o Projeto de Lei (PL) 4330/2004, que avança as terceirizações na contratação de trabalhadores/as, precarizando o trabalho, diminuindo salários e aumentando os lucros dos/as empresários/as. Neste contexto, destacam-se ainda as Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665/2014, que atacam as pensões, o seguro desemprego e o seguro defeso.

SINTUFEPE/UFRPE NA MÍDIA

http://www.cbnrecife.com/noticia/tecnicos-administrativos-da-ufrpe-protestam-contra-aprovacao-da-lei-da-terceirizacao

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2015/04/22/tecnico-administrativos-da-ufrpe-paralisam-as-atividades-nesta-quinta-177860.php

http://www.faroldenoticias.com.br/site/uast-servidores-da-ufrpe-protestam-contra-a-pl-4-330-tecnicos-administrativos-paralisados

 

11194432_943758935690682_8681489055923986355_o

11161692_943152699084639_3131643802087298066_o

11187329_943018109098098_3763021506217645258_o


Voltar